Thales Faggiano

Início » Meditação » Anapannasati – Parte 1/3

Anapannasati – Parte 1/3

Anúncios

Concentração na respiração.
Respiração como ela é. Respiração natural. Respiração normal.
Concentrar-se sem “muletas”/Verbalização/Imaginação.

Vê-la como é.

 A meta e finalidade é a purificação. Em nível profundo. Na raiz.
Para mudar o padrão de comportamento agitado, tensões e nós.

 

Ir ao fundo da realidade. Sua estrutura psicofísica. No nível da experiência.
Como e onde começo a gerar padrões de sofrimento?

 

Conheça-te.
Do grosseiro ao sutil. Mais sutil.
Dentro da moldura do próprio corpo.
Dentro da verdade universal.
Livre do sectarianismo.

 

Cada passo baseada na própria experiência. De momento a momento.
Com pura verdade. Na moldura do corpo. Relativa a essa estrutura.
Observando. Observando. Observando.

 

A verdade que você não experimentou, não é realidade pra você.
Trabalhe com a realidade que você experimenta diretamente.

Essa e a verdade.

 

Se for profundo é profundo. Se for rasa, é rasa.
O objeto é a verdade universal.

 

Dia a dia, atravesando, penetrando, dividindo, dissecando, disintegrando, disolvendo.
Movendo-se a realidade mais sutil. A realidades mais sutis.

Mais sutil e sutil.
Até a verdade mais sutil relativa a matéria, mente e conteúdos mentais no nível da experiencia.
Explorar todo o campo da mente e matéria.
Transcede-la. Além da mente e matéria.

 

A lei revelar-se-á.
Infringindo-a, há sofrimento.
Respeitando-a, benefícios realizar-se-ão.

A respiração é uma ponte.
Entre o intensional e não-intensional.
Nos leva a uma outra margem da realidade.
Experimente-as.

A respiração está intimamente relacionada com sua mente.
Muda conforme a mente.
Explore através da observação.

 

Quanto mais especifico o foco, mais aguçada será a percepção.
A técnica consiste em estar consciente.
Esteja consciente apenas.

 

Não há porque cansar. Nada está sendo feito.
Você apenas está observando.

 

Se a mente resistir, tranga-a gentilmente. Volte a observar a respiração.

 A mente está sempre no presente ou passado.
No passado ou futuro, o pensamento é agradável ou desagradavel.
A mente se desequilibra na reação fundamentada na ignorância(Moha).
Raga(cobiça) Doexa(Aversão).

Comparada a uma operação cirurgica da própria mente.
Complexos arraigados sobem a tona.
Naturalmente quando se abre a ferida. O pus sobe a superfície.
Todo o processo é desagradável. Encare. Retire pus.
Todo o processo desagradável é para nosso próprio bem.

 A ferida está aberta e o pus começou a subir a superficie.
Encare-a com um sorriso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: